A lição de Platão sobre género: androginia como busca da totalidade em Hedwig and the Angry Inch (2001)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34629/rcdmt.vol.1.n.1.pp103-120

Palavras-chave:

Andrógino, Mitos da criação, O banquete de Platão, Música rock, Glam rock, Hedwig and the Angry Inch

Resumo

Ao adaptar ao cinema o seu musical off-Broadway Hedwig and the Angry Inch, John Cameron Mitchell vitalizou o mito do Andrógino. Este filme, de título homónimo, é uma proeza cinematográfica pois evidencia o tópico principal na própria temática da obra numa abordagem popular contrária aos pergaminhos das principais fontes canónicas: o mito bíblico da Criação e o relato mitológico que Platão inscreveu em O Banquete. A protagonista transgénero, Hedwig, é uma cisão humana que busca uma totalidade simbólica através da música. O mito platónico da criação tem, pois, por correlato artístico a variante do glam rock. A arte musical é aqui equiparada à criação e Hedwig, como artista andrógina, é dotada dos dois princípios psíquicos (feminino e masculino), representando o cerne da dualidade artística. Este filme não é uma obra sobre a criação em geral, mas sim um filme sobre o mito do autor e a sua natureza intrínseca.

Biografia Autor

Fátima Chinita, Escola Superior de Teatro e Cinema, Instituto Politécnico de Lisboa

Doutorada em Estudos Artísticos pela Universidade de Lisboa, é Professora Adjunta no Departamento de Cinema da Escola Superior de Teatro e Cinema, tutelada pelo Instituto Politécnico de Lisboa, onde lecciona, desde 1995, UCs de Estudos Fílmicos, Narrativa Cinematográfica e Produção. É a actual coordenadora de estudos do Mestrado em Desenvolvimento de Projecto Cinematográfico. Efectuou um pós-doutoramento em intermedialidade sob a orientação do Professor Lars Elleström na Universidade de Lineu (Linnéuniversitetet), financiado por uma bolsa da FCT. Fátima Chinita escreve e publica sobre intermedialidade e interartes, narrativa cinematográfica, metacinema e auto-reflexividade, autoria e filme-ensaio. Foi vencedora do Prémio de Excelência no concurso de 2022 IPL-CGD, na categoria de Prémio Científico na área das Artes.

Referências

Bíblia Sagrada Contendo o Velho e o Novo Testamento. Revised and augmented edition. Translated by João Ferreira de Almeida. 1979. Lisboa: Sociedade Bíblica. Chevalier, Jean, and Alain Gheerbrandt. 1982.

Dictionnaire des Symboles. 1969. Revised and enlarged edition. Paris: Robert Laffont/Jupiter.

Csiksentmihahalyi, Mihaly. 1997. Creativity: The Psychology of Discovery and Invention. New York, London et al.: Harper Perennial.

Delcourt, Marie. O Mito de Hermafrodita. [1958] 1980. Translated by Maria Luísa Trigueiros Machado. Lisboa: Arcádia.

Mitchell, John Cameron. 2001. Hedwig and the Angry Inch. DVD. Directed by John Cameron Mitchell. S. João da Madeira: Prisvídeo S.A., 2002.

Jung, Carl Gustav. 2003. “Anima and Animus” [1953]. In Aspects of the Feminine, translated by R.F.C. Hull, 86-116. London, New York: Routledge.

Kark, Ronit. 2017. Encyclopedia of Personality and Individual Differences. Edited by Zeigler-Hill, Todd K. Shackelford. N. p.: Springer. https://doi.org/10.1007/978-3-319-28099-8.

Cocteau, Jean. 1932. Le Sang d’un Poète. DVD. Directed by Jean Cocteau. N. p.: Studio Canal, 2001.

Libis, Jean. 1980. Le Mythe de l’Androgyne. Paris: Berg International.

MacKinnon, Donald W. 1962. “What Makes a Person Creative?” Saturday Review 69: 15-17.

Monneyron, Frédéric. 1994. L’Androgyne Romantique: Du Mythe au Mythe Littéraire. Grenoble: ELLUG.

Okell, Eleanor R. 2005. “Book Review of Sexual Ambivalence: Androgyny and Hermaphroditism in Graeco-Roman Antiquity, by Luc Brisson” Electronic Antiquity 8. (2): 43-50. https://scholar.lib.vt.edu/ejournals/ElAnt/V8N2/Brisson.pdf. Last accessed May 1, 2022.

Potter, Sally. 1992. Orlando. DVD. Directed by Sally Potter. N. p.: Artificial Eye, 1997.

Ovide. Les Metamorphoses. Translated by Joseph Chamonard. Paris: Flammarion, 1966.

Plato. O Banquete. Translated by Maria Mafalda Viana. Lisboa: Tinta da China, 2019.

Plato. “Aristophanes’ Speech from Plato’s Symposium”. Translated by Connell O’Donovan, August 15, 2015, unpaginated. http://www.connellodonovan.com/hen.html. Last accessed May 1, 2022.

Turner, Alwyn W. 2013. Glam Rock: Dandies in the Underworld. London: V&A.

Haynes, Todd. 1998. Velvet Goldmine. DVD. Directed by Todd Haynes. N. p.: Spirit Entertainment, 2020.

Nix, Laura. 2002. Whether You Like It or Not: The Story of Hedwig. DVD. Directed by Laura Nix. N. p.: Prisvídeo S.A.

Downloads

Publicado

2022-07-25

Como Citar

Chinita, F. (2022). A lição de Platão sobre género: androginia como busca da totalidade em Hedwig and the Angry Inch (2001). RHINOCERVS: Cinema, Dança, Música, Teatro, 1(1), 103–120. https://doi.org/10.34629/rcdmt.vol.1.n.1.pp103-120

Edição

Secção

Artigos