Para um estado da arte do cinema português contemporâneo: contextos, ficções e ensaios

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34629/rcdmt.vol.1.n.1.pp45-64

Palavras-chave:

Cinema, Realismo, Introspecção, Comunidade, Mulher, Autobiografia, Referente

Resumo

O presente artigo pretende fazer uma retrospectiva sobre o Cinema Português do início do século XXI, tendo como base a análise de três primeiras-obras com diferentes abordagens temáticas e estilísticas: “Alice”, “Farpões Baldios” e “A Metamorfose dos Pássaros”. Procura-se assim esboçar algumas conclusões sobre o que poderia ser um estado da arte da cinematografia nacional, abordando conceitos como o de introspecção, crença, imaginário, herói colectivo e referente social.

Biografia Autor

Mónica Baptista, Escola Superior de Teatro e Cinema, Instituto Politécnico de Lisboa

É Doutorada em Artes pela Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa. Possui o Título de Especialista na Área de Argumento e Narrativas Cinematográficas. 

Tem trabalhado como argumentista com realizadores como Joaquim Sapinho e Vítor Gonçalves. Escreveu e realizou um dos segmentos da longa-metragem “O que há de novo no amor”. Está neste momento a preparar uma curta metragem apoiada financeiramente pelo ICA.

É professora de Argumento e Narrativas no Departamento de Cinema, da Escola Superior de Teatro e Cinema (IPL), onde lecciona diversas disciplinas nos três anos da Licenciatura em Cinema, e no Mestrado em Desenvolvimento de Projecto Cinematográfico. Acompanha os projectos de escrita dos alunos, e orienta teses de Mestrado.

Tem escrito diversos artigos na área do Cinema para revistas científicas. É membro do CIEBA, Centro de Investigação da Faculdade de Belas Artes de Lisboa.

Nasceu e vive em Lisboa.

Referências

Baptista-Bastos. 1962. O Filme e o Realismo. Barcelos: Editora Arcádia.

Hume, David. 1984. Investigação sobre o Entendimento Humano. Lisboa: Edições 70.

Marx, Karl, et. al. 1971. Sobre a Emancipação da Mulher. Lisboa: Cadernos Maria da Fonte.

Schrader, Paul. 2018. Transcendental Style in Cinema. California: University of California Press.

Downloads

Publicado

2022-07-25

Como Citar

Baptista, M. (2022). Para um estado da arte do cinema português contemporâneo: contextos, ficções e ensaios. RHINOCERVS: Cinema, Dança, Música, Teatro, 1(1), 45–64. https://doi.org/10.34629/rcdmt.vol.1.n.1.pp45-64

Edição

Secção

Artigos