Da reportagem ao podcast

Aproximação entre a reportagem radiofônica especial e o podcast CBN Especial

Autores

  • Arnaldo Zimmermann Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) https://orcid.org/0000-0002-7128-6857
  • Valci Zuculoto Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

DOI:

https://doi.org/10.34629/cpublica.55

Palavras-chave:

radiojornalismo, reportagem radiofónica especial, podcast

Resumo

O artigo investiga a relação entre reportagem radiofônica especial e podcast jornalístico, a partir das estruturas e das especificidades de ambos os formatos. O corpus da pesquisa é formado por três edições do podcast  “CBN Especial”, da rádio brasileira CBN, entre os anos de 2019 e 2020. Recorre-se à análise documental e à revisão bibliográfica, revisitando-se conceitos de reportagem, reportagem radiofônica especial e podcasts. A análise é realizada a partir de especificidades em comum entre os formatos de reportagem radiofônica especial e podcast jornalístico. Como resultado deste estudo de caso, é possível concluir que há várias similaridades entre os dois formatos. Desta forma, evidencia-se que, mesmo diante de novas formas de circulação e consumo nos meios digitais, podcasts desenvolvidos por emissoras de rádio mantêm em sua etapa de produção características de produto radiofônico.

Biografias Autor

Arnaldo Zimmermann, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGJOR/UFSC). Bolsista Capes. Mestre em Jornalismo (UFSC). Especialista em Publicidade e Propaganda (FURB). Graduado em Jornalismo (UNISOCIESC). Graduado em Letras (FURB). Integrante do
Grupo de Investigação em Rádio, Fonografia e Áudio (Girafa/CNPq).

Valci Zuculoto, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Doutora (PUCRS) e Pós-Doutora em Comunicação (UFRJ). Professora do Curso de Graduação e do Programa de PósGraduação em Jornalismo da UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Diretora Científica da Alcar. Coordenadora da Rede de Pesquisa em Radiojornalismo (RadioJor/SBPJor) e da Rádio Ponto UFSC. Conselheira da Associação Brasileira de Ensino de Jornalismo (ABEJ). Líder do Grupo de Investigação em Rádio, Fonografia e Áudio (Girafa/CNPq).

Referências

Barbosa Filho, A. (2009). Gêneros Radiofônicos: Os Formatos e os Programas em áudio. Paulinas.

Berry, R. (2006). Will the iPod kill the radio star? Profiling podcasting as radio. Convergence, 12(2), 143-162. https://www.researchgate.net/profile/Richard_Berry5/publication/249827460_Will_the_iPod_Kill_the_Radio_StarProfiling_Podcasting_as_Radio/links/548eff0a0cf225bf66a7f82f/Will-the-iPod-Kill-the-Radio-StarProfiling-Podcasting-as-Radio.pdf

Berry, R. (2016, 12 de novembro). Podcasting is different to radio. Radio & Podcast Academic. https://richardberry.eu/podcasting-is-different-to-radio/

Borges, P. (2013, setembro). A credibilidade do ruído no radiojornalismo. Comunicação apresentada no 36.º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (INTERCOM), Anais [...]. Manaus, AM. http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2013/resumos/R8-0765-1.pdf

Bufarah Junior, A. (2017, setembro).Podcast: possibilidades de uso nas emissoras de rádio noticiosas. Comunicação apresentada no 40.º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (INTERCOM), Anais [...]. Curitiba, PR. https://portalintercom.org.br/anais/nacional2017/resumos/R12-2638-1.pdf

Coimbra, O. (2004). O texto da reportagem impressa: um curso sobre sua estrutura. Ática.

Erbolato, M. L. (1985). Técnicas de codificação em jornalismo: redação, captação e edição no jornal diário (4.ª ed.) Vozes.

Falcão, B. M. & Temer, A. C. R. P. (2019, setembro). O podcast como gênero jornalístico. Comunicação apresentada no 42.º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (INTERCOM), Anais [...]. Belém, PA. https://portalintercom.org.br/anais/nacional2019/resumos/R14-1367-1.pdf

Faro, J. S. (2013). Reportagem: na fronteira do tempo e da cultura. Revista Verso e Reverso, 27(65), 77-83. http://revistas.unisinos.br/index.php/versoereverso/article/view/ver.2013.27.65.02

Ferraretto, L. A. (2001). Rádio: o veículo, a história e a técnica. Sagra Luzzatto.

Ferraretto, L. A. & Kischinhevsky, M. (2010). Rádio (verbete). In: J. M. de Melo (Ed.), Enciclopédia Intercom de Comunicação – Dicionário Brasileiro do Conhecimento Comunicacional (pp. 1009-1010). Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação.

Ferraz, N. & Basso, E. F. C. (2013, junho). A reportagem especial no rádio: apontamentos, análise e reflexão sobre o programa Universidade no Ar. Comunicação apresentada no 28.º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação na Região Sudeste (INTERCOM SUDESTE), Anais [...]. Bauru, SP. https://portalintercom.org.br/anais/sudeste2013/resumos/R38-1185-1.pdf

Ferraz, N. (2016). Reportagem no rádio: realidade brasileira, fundamentação, possibilidades sonoras e jornalísticas a partir da peça radiofônica reportagem [Tese de Doutorado]. Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo.

Ferraz, N. & Gambaro, D. (2020). Podcast e radiojornalismo: uma aproximação entre a mídia formal e as novas experiências de produção e escuta. Novos Olhares, 9(1), , 155-172. https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2020.166393

Gouvêa, R., Calado, N., Jung, M. & Godoy, C. (Apresentadores). (2019-2020). CBN Especial [podcast áudio]. CBN podcast.

Herrera Damas, S. (2007). La estructura del reportaje en radio. Área Abierta, 17, 1-¬22. https://revistas.ucm.es/index.php/ARAB/article/view/ARAB0707230001A

Kaplún, M. (2017). Produção de Programas de Rádio, do roteiro à direção (Betti, J. G.; Meditsch, E., Trad.).Insular.

Kischinhevsky, M. (2009). Cultura da portabilidade – Novos usos do rádio e sociabilidades em mídia sonora. Observatório (OBS*). 3(1), 223-238. http://obs.obercom.pt/index.php/obs/article/view/271

Lage, N. (2001). A reportagem: teoria e técnica de entrevista e pesquisa jornalística. Record.

Llinares, D., Fox, N. & Berry, R. (2018). Introduction: Podcasting and podcasts – parameters of a new aural culture. In D. Llinares, N. Fox & R. Berry (Ed.), Podcasting: New aural cultures and digital media. Palgrave Macmillan.

Lobato, J. A. M. (2016). Jornalismo e narratividade em sintonia: um percurso teórico-conceitual pelos elementos da grande reportagem. EJM, Estudos em Jornalismo e Mídia (UFSC), 13(2), 66-77. http://dx.doi.org/10.5007/1984-6924.2016v13n2p66

Lopez, D. C. & Alves, J. (2019, setembro). Apontamentos metodológicos para a análise de podcasts seriados. Comunicação apresentada no 42.º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, (INTERCOM), Anais [...]. Belém, PA. https://portalintercom.org.br/anais/nacional2019/resumos/R14-0147-1.pdf

López Vigil, J. I. (2003). Manual urgente para radialistas apaixonados. Paulinas.

Lucht, J. M. P. (2009). Gêneros radiojornalísticos: análise da rádio Eldorado de São Paulo [Tese de Doutorado]. Faculdade de Comunicação da Universidade Metodista de São Paulo.

Marques de Melo, J. (2009, setembro). Gêneros jornalísticos no Brasil: o estado da questão. Comunicação apresentada no 32.º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (INTERCOM), Anais [...]. Curitiba, PR. http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2009/resumos/R4-0763-1.pdf

Martínez-Costa. M. P. & Gárate, E. L. (2019). El éxito de los podcasts de noticias y su impacto en los medios de comunicación digital. Miguel Hernández Communication Journal, 10(2), 323-340.

Medeiros, M. S. (2006, setembro). Podcasting: Um Antípoda Radiofônico. Comunicação apresentada no 24.º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (INTERCOM), Anais [...]. Brasília, DF. http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2006/resumos/R0776-1.pdf

Meditsch, E. (2007). O rádio na era da informação: teoria e técnica do novo radiojornalismo (2.ª ed.). Insular.

Menezes, J. E. de O. (2008). Cultura de ouvir: os vínculos sonoros na contemporaneidade. Líbero, 21, 111-118. http://seer.casperlibero.edu.br/index.php/libero/article/view/610

Merayo, A. (2002). La construcción Del relato informativo radiofônico. In M. Martínez-Costa (Ed.). Información radiofónica: cómo contar noticias en la radio hoy (pp. 59-96). Ariel.

Prado, E. (1989). Estrutura da informação radiofônica (2ª ed.). Summus.

Seixas, L. (2009). Redefinindo os gêneros jornalísticos: Proposta de novos critérios de classificação. Labcom. Disponível em: https://labcom.ubi.pt/ficheiros/20110818-seixas_classificacao_2009.pdf

Sousa, J. P de. (2001). Elementos de Jornalismo Impresso. Biblioteca On-Line de Ciências da Comunicação. http://www.bocc.ubi.pt/pag/sousa-jorge-pedro-elementos-de-jornalismo-impresso.pdf

Vicente, E. (2018, junho). Do rádio ao podcast: as novas práticas de produção e consumo de áudio. Comunicação apresentada no 28.º Encontro da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (COMPÓS), Anais [...]. Belo Horizonte, MG. http://www.compos.org.br/data/arquivos_2018/trabalhos_arquivo_5U524AASCK6777ZKAFXV_27_6695_25_02_2018_16_09_06.pdf

Yin, R. K. (2005). Estudo de caso: planejamento e métodos (3.ª ed.) Bookman.

Zuculoto, V. R. M. & Zimmermann, A. (2020). Do transistor ao celular: anotações históricas sobre transformações da reportagem radiofônica a partir de tecnologias. Revista Âncora, 7(1), 220-238. https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ancora/article/view/51297

Downloads

Publicado

2021-12-15

Como Citar

Zimmermann, A. ., & Zuculoto, V. (2021). Da reportagem ao podcast: Aproximação entre a reportagem radiofônica especial e o podcast CBN Especial. Comunicação Pública, 16(31). https://doi.org/10.34629/cpublica.55

Edição

Secção

DOSSIÊ TEMÁTICO: Os novos territórios do podcast