Efeito da cafeína e testes cognitivos na avaliação hemodinâmica cerebral em jovens estudantes da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias

Autores

  • Marizete Pires Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, Instituto Politécnico de Castelo Branco. Castelo Branco, Portugal
  • Gil Nunes Hospital de Vila Franca de Xira. Vila Franca de Xira, Portugal
  • Francisco Rodrigues QRural – Qualidade de Vida no Mundo Rural, Instituto Politécnico de Castelo Branco. Castelo Branco, Portugal
  • Patrícia Coelho QRural – Qualidade de Vida no Mundo Rural, Instituto Politécnico de Castelo Branco. Castelo Branco, Portugal
  • Joana Pires Instituto Politécnico de Castelo Branco. Castelo Branco, Portugal

Palavras-chave:

Cafeína, Triplex scan transcraniano, Testes cognitivos, Artérias cerebrais

Resumo

Introdução – A cafeína induz alterações fisiológicas, como o aumento da pressão arterial, que se refletem na hemodinâmica cerebral. Objetivos – Avaliar o efeito da cafeína nas velocidades de fluxo das artérias cerebrais, bem como relacionar o seu efeito com testes cognitivos. Método – Estudo observacional, prospetivo, em 35 estudantes, dos 18 aos 25 anos, da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias. Os voluntários foram distribuídos em dois grupos, sendo que o grupo 1 consumiu um café normal e o grupo 2 um descafeinado de marca branca, sem adição de açúcar. Os dados foram recolhidos através da realização do exame triplex scan transcraniano e do teste cognitivo MoCa, após realizado consentimento livre e esclarecido. O procedimento foi dividido em duas fases, pré e pós-estimulante. No decorrer do estudo foram assegurados os princípios da declaração de Helsínquia. Na correlação das variáveis foram utilizados os testes não paramétricos Wilcoxon, Spearman e Mann-Whitney. Resultados – Comparativamente ao basal, na condição de cafeína houve um aumento nas velocidades de fluxo das artérias cerebrais médias (p=0,0001), o mesmo sucedeu com a pontuação do MoCa Teste (p=0,0001). Discussão – Na análise das velocidades de fluxo das principais artérias cerebrais e aquando da realização de testes cognitivos constata-se um aumento significativo das velocidades de fluxo sob efeito da cafeína, apesar de esta ser mais notória na artéria cerebral média. Conclusão – A artéria cerebral média é a artéria mais suscetível a alterações; no entanto, estas não diferem entre o café normal e descafeinado; o mesmo acontece aquando da realização do MoCa Teste.

Referências

VanPutte C, Russo A, Regan J. Anatomia e fisiologia de Seeley. 10ª ed. McGraw-Hill Brasil; 2016. ISBN 9788580555882

Marieb EN, Hoehn K. Anatomia e fisiologia. 3ª ed. ArtMed; 2009. ISBN 9788536315508

Zétola VF, Lange MC, Muzzio JA, Marchioro I, Nóvak EM, Werneck LC. Doppler transcraniano na prática neurológica [Transcranial Doppler in the neurological practice]. Arq Neuropsiquiatr. 2006;64(1):100-3. Portuguese

Bleton H, Perera S, Sejdić E. Cognitive tasks and cerebral blood flow through anterior cerebral arteries: a study via functional transcranial Doppler ultrasound recordings. BMC Med Imaging. 2016;16:22.

Montoro CI, Duschek S, De Guevara CM, Fernández-Serrano MJ, Reyes del Paso GA. Aberrant cerebral blood flow responses during cognition: implications for the understanding of cognitive deficits in fibromyalgia. Neuropsychology. 2015;29(2):173-82.

Aguiar RA, Turnes T, Cardoso TE, Vasconcellos DI, Caputo F. Efeito da ingestão de cafeína em diferentes tarefas de tempo de reação [Effect of caffeine ingestion on different reaction time tasks]. Rev Bras Ciênc Esporte. 2012;34(2):465-76. Portuguese

Perod AL, Roberts AE, McKinney WM. Caffeine can affect velocity in the middle cerebral artery during hyperventilation, hypoventilation, and thinking: a transcranial Doppler study. J Neuroimaging. 2000;10(1):33-8.

European Coffee Federation. European coffee report 2018/2019 [Internet]. Brussels: ECF; 2019. Available from: https://www.ecf-coffee.org/wp-content/uploads/2020/09/European-Coffee-Report-2018-2019.pdf

Roehrs T, Roth T. Caffeine: sleep and daytime sleepiness. Sleep Med Rev. 2008;12(2):153-62.

Shah S, Kumar A. Coffee: constituents and health benefits. Biotechnol J Int. 2020;24(5):22-38.

Hoffman R. Screening, cognitive. Encyclopedia of behavioral medicine. Springer; 2020. p. 1961-4. ISBN 9783030399030

Castro SL, Cunha LS, Martins L. Teste Stroop Neuropsicológico em Português [Internet]. Porto: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação; 2000 [updated 2009 Mar]. Available from: https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/9191/2/44478.pdf

Betz ME, Fisher J. The Trail-making Test B and driver screening in the emergency department. Traffic Inj Prev. 2009;10(5):415-20.

Moura O, Simões MR, Pereira M. Fluência verbal semântica e fonêmica em crianças: funções cognitivas e análise temporal [Semantic and phonemic verbal fl uency in children: cognitive functions and temporal analysis]. Aval Psicol. 2013;12(2):167-77. Portuguese

Simões MR, Freitas S, Santana I, Firmino H, Martins C, Nasreddine Z, et al. Montreal Cognitive Assessment (MoCA): manual de administração e cotação. Coimbra: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação e Hospitais da Universidade de Coimbra; 2008.

Janota I. Clinical neuro anatomy. J Neurol Neurosurg Psychiatry. 1980;43(11):1050.

Boban M, Črnac P, Junaković A, Malojčić B. Hemodynamic monitoring of middle cerebral arteries during cognitive tasks performance. Psychiatry Clin Neurosci. 2014;68(11):795-803.

O’Dell DM, Roberts AE, McKinney WM. Transcranial Doppler monitoring of middle cerebral artery blood flow velocities during three memory tasks. J Neuroimaging. 1992;2(4):186-9.

Boban M, Cmac P, Junaković A, Garami Z, Malojčić B. Blood flow velocity changes in anterior cerebral arteries during cognitive tasks performance. Brain Cogn. 2014;84(1):26-33.

Roberts AE, McKinney WM. Blood flow velocities in three cerebral arteries in the same subjects modulate during thinking. J Neuroimaging. 1998;8(4):191-6.

Downloads

Publicado

23-06-2022

Como Citar

Pires, M., Nunes, G., Rodrigues, F., Coelho, P., & Pires, J. (2022). Efeito da cafeína e testes cognitivos na avaliação hemodinâmica cerebral em jovens estudantes da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias. Saúde & Tecnologia. Obtido de https://journals.ipl.pt/stecnologia/article/view/489

Edição

Secção

Artigos